quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

No torvelim da mascarada!




A Lira etérea, a grande Lira!...
Por que eu extático desfira
Em seu louvor versos obscenos.
Evoé Vênus!
(Manuel Bandeira)

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Que vem e que passa, num doce balanço a caminho do mar




Linda, cheia de graça, do corpo dourado. 
No seu balançado tem mais que poema
e também beleza que não é só minha
É de todo aquele que tiver a sorte de admirá-la passar.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Ao ar livre é mais gostoso!




E eu não sei qual é a melhor sensação: admirar a paisagem ou risco real dela ser admirada!

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Delírio dourado





Visão onírica, oásis de delícias nessa vastidão de areia clara. 
É toda vapor, é toda calor, é toda tesão. 
Embaça a vista, altera os sentidos e faz delirar.
Puxem a cadeira e desfrutem comigo dessa visão inebriante!

sexta-feira, 16 de novembro de 2018